04.02.2018

Angola Janga é o 1º colocado no Prêmio Grampo 2018! Obrigado a todos que apoiaram e acompanharam a criação e lançamento deste livro!
https://www.vitralizado.com/hq/premio-grampo-2018-de-grandes-hqs-o-resultado-final-as-20-hqs-mais-votadas/

 

14.01.2018
O Clube de Leitura da Folha realiza, neste momento, uma votação para escolha de obra de quadrinhos para leitura em agosto. Angola Janga é uma das obras selecionadas! Para quem se interessar, basta ir lá no link e votar! 
http://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2018/01/1950374-escolha-uma-hq-para-o-novo-ciclo-do-clube-de-leitura-folha.shtml

 

31.12.2017
Angola Janga marcou o final de um processo longo de aprendizado sobre história, quadrinhos e ficção para mim. Lançado em novembro de 2017, o livro teve uma acalorada recepção nos lançamentos e também pela crítica. Foi considerada uma das principais obras de quadrinho deste ano. Tenho apenas a agradecer o reconhecimento dos leitores. Segue abaixo algumas das últimas notícias sobre a publicação. Axé.
Os títulos mais comentados de 2017, http://www.folhape.com.br/
Romances gráficos sobre formação do Brasil marcaram 2017, http://cultura.estadao.com.br/
Os 30 melhores quadrinhos de 2017, http://revistaogrito.com/
Melhores quadrinhos lidos em 2017, http://www.raiolaser.net/
Melhores capas de 2017, http://www.suplementopernambuco.com.br
Literatura em 2017, http://cultura.estadao.com.br/
https://paginacinco.blogosfera.uol.com.br/
Angola Janga na revista cult, https://revistacult.uol.com.br
Site Balburdia, https://balburdia.net/

 

26.11.2017

Matéria do Jornal Estadão sobre Angola Janga por Guilherme Sobota.

 

26.11.2017

No programa Metrópolis, falando sobre Angola Janga com Adriana Couto! (aos 4 minutos...)

 

25.11.2017
Programa muito interessante da TV Brasil sobre o Memorial de Palmares na Serra da Barriga, Alagoas. Os desenhos de Angola Janga ilustram parte dessa matéria. Vale muito assistir.
http://tvbrasil.ebc.com.br/caminhos-da-reportagem/2017/11/palmares-vive

 

17.11.2017

Para comprar o livro autografado e pelo correio, basta acessar aqui.

 

12.11.2017

 

06.10.2017
Depois de 11 anos, finalmente, o livro Angola Janga - Uma história de Palmares está em vias de entrar em gráfica. A capa do livro é esta acima. São 432 páginas contando e reimaginando as últimas décadas do maior quilombo do Brasil e do continente americano. O lançamento será em novembro. O livro já está em pré-venda e também pode ser encomendado nas livrarias especializadas em quadrinhos, como a Comix, Devir, Gibiteria e Ugra (de São Paulo), a Itiban (de Curitiba) e a Comic House (João Pessoa).
Amazon: https://goo.gl/XdxPLw , Cultura: https://goo.gl/g5yEdK, Martins Fontes: https://goo.gl/YHkVqW
Travessa: https://goo.gl/C3WKJb, Saraiva: https://goo.gl/XcYa6U


22.09.2017
Entrevista para o programa Fique Ligado da TV Brasil! Nessa matéria, o autor Marcelo D´Salete fala sobre as diversas publicações do livro Cumbe (Portugal, França, Itália, Áustria e EUA) e sobre o novo livro Angola Janga, previsto para o segundo semestre de 2017.
https://www.facebook.com/fiqueligadotvbrasil/videos/1930490890561047/
https://youtu.be/FmzzmsOXEvU

01.09.2017
Angola Janga - Uma história de Palmares, de Marcelo D´Salete, é uma história em quadrinhos sobre o Quilombo dos Palmares (ou mocambo, como era usado na época). Palmares resistiu por mais de 100 anos na Serra da Barriga (atual Alagoas), e foi, certamente, um dos principais conflitos que ocorreu no Brasil do século XVII, logo após a expulsão dos holandeses. A proposta deste trabalho é realizar uma leitura especial de Palmares inspirada em importantes livros sobre o período. Por outro lado, procura explorar poeticamente as possibilidades dos quadrinhos, não deixando de lado a importância da narrativa.
A história, como um todo, delineia-se em cerca de 400 páginas em preto e branco, divididas em 11 capítulos. A partir de personagens como Zumbi, Antônio Soares, Ganga Zumba, Ganga Zona, Domingos Jorge Velho, Acotirene, entre outros, será possível conhecer um pouco mais deste conflito, o que foi a escravidão e como era a resistência de milhares de pessoas contra esse sistema.
Projeto realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Cultura e Proac 2016.